“O que é um Bitcoin Marketplace?”

Acompanhando esta era de tecnologia em evolução e como a maior parte da sociedade se tornou digitalmente dependente, o dinheiro se transformou de várias maneiras. O dinheiro físico tradicional não é mais o único método de transação. Nossos ativos e economias assumiram uma forma mais virtual, tornando-se criptomoeda.

Desde seu lançamento inicial, as criptomoedas deixaram uma marca no mundo das finanças que é difícil não notar. Originalmente famosa por atuar como refúgio seguro para criminosos e lavadores de dinheiro, as criptomoedas mudaram completamente sua reputação, tanto do ponto de vista tecnológico quanto de sua popularidade em geral. Na mídia, em vários fóruns online e até mesmo nas conversas do dia-a-dia, a moeda digital conseguiu se infiltrar na consciência pública. Mesmo aqueles que não estão familiarizados com a mecânica da criptomoeda estão pelo menos cientes do que ela é.

Tendo adquirido vida própria, por assim dizer, a criação de um mercado para criptomoedas parecia uma progressão natural. Com uma grande variedade de moedas digitais para as massas escolherem, só faz sentido que elas construam seu próprio mercado. Um bazar dedicado aos incontáveis tipos de criptografia; mais de 10.000 para ser exato.

Os grandes nomes do mercado de criptografia incluem Ethereum, Tether, Litecoin e – o mais popular de todos – Bitcoin. Neste artigo, exploraremos o mercado de Bitcoin e explicaremos como essas trocas inovadoras funcionam.

Um mercado que se tornou digital

Uma troca de Bitcoins funciona como um mercado digital onde os comerciantes podem comprar e vender bitcoins usando diferentes altcoins ou moedas fiduciárias. A troca de moeda Bitcoin é uma plataforma online que assume o papel de um intermediário entre os compradores e vendedores da criptomoeda.

O objetivo de uma plataforma de troca de Bitcoin é combinar compradores com vendedores. Semelhante a uma bolsa de valores convencional, os negociantes têm a opção de comprar e vender bitcoin inserindo uma ordem de mercado ou uma ordem de limite. Assim que uma ordem de mercado é escolhida, o trader passa a permitir a troca para negociar as moedas pelo melhor preço disponível no mercado online. Com uma ordem de limite estabelecida, o negociante instrui a bolsa a negociar moedas por um preço inferior à oferta atual ou superior à oferta atual. Em última análise, isso dependerá se eles estão planejando comprar ou vender.

A transação em uma troca de Bitcoin requer que o usuário esteja registrado na troca e passe por vários processos de verificação para confirmar sua identidade. A autenticação bem-sucedida abrirá uma conta para o usuário, que por sua vez pode transferir fundos para essa conta antes de comprar qualquer moeda.

Cada bolsa tem seu próprio método de pagamento que facilita o depósito de fundos. Alguns incluem transferências bancárias diretas, transferências bancárias, cheques bancários, cartões de débito ou crédito, ordens de pagamento e cartões-presente. Um corretor que deseja sacar dinheiro da conta pode fazê-lo com as opções fornecidas pela bolsa. Alguns exemplos dignos de nota dessas opções incluem entrega em dinheiro, envio de cheque, transferência bancária ou transferência via PayPal, banco ou cartão de crédito.

Descentralização nos mercados

A introdução da tecnologia de criptomoeda e blockchain no setor financeiro efetivamente criou mais oportunidades para os mercados descentralizados operarem.

A tecnologia que administra um mercado descentralizado permite que os investidores façam negócios diretamente entre si, em vez de trabalhar em uma bolsa centralizada. Um exemplo desses tipos de mercado são os mercados virtuais que utilizam moeda descentralizada (ou seja, criptomoedas).

As trocas descentralizadas de bitcoins operam sem o envolvimento de uma autoridade central. Essas trocas permitem a negociação de moeda digital ponto a ponto sem a necessidade de uma figura de autoridade de câmbio para desempenhar um papel nas transações.

Há uma variedade de benefícios advindos do uso de trocas descentralizadas. Para começar, a maioria dos usuários de criptomoedas vê as trocas descentralizadas como sendo as melhores correspondências com as estruturas descentralizadas da maioria das moedas digitais. Além disso, muitas trocas descentralizadas exigem menos informações pessoais de seus participantes do que outras trocas. Outra vantagem é que, se os usuários transferirem ativos diretamente para outros usuários, isso eliminará qualquer necessidade de transferência de ativos para a bolsa. Como resultado, há menos risco de furto por hacks e outras atividades fraudulentas. O terceiro benefício das bolsas descentralizadas é sua capacidade de serem menos vulneráveis à manipulação de preços e outras formas de comércio ilegal.

Com isso em mente, as bolsas descentralizadas – como é o caso de todas as bolsas de criptomoedas – precisam preservar um nível básico de interesse do usuário, especificamente na forma de volume de negociação e liquidez. Nem todas as bolsas descentralizadas foram bem-sucedidas em alcançar essas qualidades de linha de base cruciais. Além disso, os usuários de centrais descentralizadas podem ter menos recursos caso sejam vítimas de fraude do que aqueles que usam centrais que operam com autoridades centralizadas.

Em sua maioria, os mercados virtuais não são regulamentados, o que muitos de seus apoiadores acreditam ser uma coisa boa. Os meios de um mercado virtual – incluindo moeda descentralizada – e tecnologia intrínseca fornecem aos investidores um forte senso de segurança e confiança quando se trata de suas transações. No entanto, com o crescimento dos mercados que utilizam moedas descentralizadas para transações, tem havido uma onda de discussões relacionadas a regulamentações em potencial.

Taxas comuns

Cada troca de bitcoin tem taxas de transação. Normalmente, eles são aplicados a ordens de compra e venda finalizadas que foram executadas na bolsa. A taxa de taxa é determinada pelo volume de transações de bitcoin realizadas.

Sempre existe um preço que vem de fazer depósitos e retiradas, dependendo do método de pagamento usado para transferir fundos. Se houver um alto risco de estorno devido a um tipo de pagamento, a taxa também será maior. Há um risco menor de estorno ao transferir dinheiro para uma bolsa ou criar um cheque bancário em comparação com o financiamento de sua conta no PayPal ou cartão de crédito / débito.

Além das taxas para transações e transferências de fundos, os comerciantes muitas vezes se verão confrontados com taxas para conversões de moeda. No entanto, isso depende das moedas que a troca de Bitcoin aceita.

Conclusão

Apesar das criptomoedas continuarem a provocar indignação e admiração do público, os mercados de criptografia estão prosperando. Com as expansões em andamento e mais moedas digitais sendo criadas, seria falacioso supor que o mercado de Bitcoins irá desacelerar em breve.

 Imagem de PIRO4D do Pixabay
Agora que já conhece um pouco melhor o mercado das criptomoedas, siga o link abaixo e descubra com este conteúdo exclusivo todos os segredos do Bitcoin e como começar a criar rendimentos investindo em Bitcoin:

Ainda sem comentários

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.